Arquivo | 12:46

Escolhendo o gabinete do seu computador

18 dez

Hoje vamos falar sobre um componente importante, que geralmente é escolhido seguindo apenas um padrão: estética. Quem nunca quis escolher aquele gabinete lindo para o computador? O critério mais importante para escolher um gabinete é eficiência.

Vamos citar alguns exemplos:

Este gabinete rosa, o que ele tem de errado? Ele é um gabinete rosa, o que atrai muitas garotas, mas ele é muito fechado! A configuração que ele normalmente traz de fábrica não é muito potente, mas se você quiser um computador com uma configuração melhor este gabinete já não vai atender.

Outro exemplo, um gabinete preto simples, geralmente dos mais baratos na assistência. Mesmo problema, fechado demais. Com o aumento da velocidade dos processadores, cada vez mais sofremos com o efeito da dissipação de calor. E devemos estar sempre atentos a esse problema, pois temos a tendência de justamente economizar no gabinete do computador, o item que mais pode colaborar na dissipação de calor, pois o efeito do superaquecimento pode ter conseqüências drásticas para o seu equipamento, que falaremos em outro post.

Você deve então estar se perguntando: eu deveria escolher um gabinete daqueles gamers, cheio de firulas e luzinhas acesas, que custam caro?  Não exatamente, você deve observar as seguintes características no gabinete:

– Verifique se na parte da frente do gabinete, há a possibilidade de colocar mais um cooler, ou se pelo menos há passagem de ar.

– Prefira gabinetes que tenham saídas de ar na lateral e na parte de trás, pois são importantes para a saída de ar quente.

– O gabinete deve ter espaço suficiente para abrigar os principais componentes do computador com folga, como a placa mãe, a fonte, os HDs, que são componentes que ocupam mais espaço.

Veja agora alguns exemplos que eu considero ideais:

Boa sorte! E no próximo post falaremos como resolver o problema da dissipação de calor nos desktops.

Anúncios